Baixinha invocada

E você, já ouviu falar do Grumpy Cat?

Tardar é uma gatinha peculiar. Ela virou sensação há cerca de dois meses, depois de ter uma foto sua postada no site Reddit (afinal, como você deve lembrar, a internet é feita de gatos). A princípio, pode paracer montagem – mas essa é mesmo a expressão da filhotinha. Tardar é uma snowshoe siamês que ficou assim por nascer de um acasalamento consanguíneo (alô, criadores!).

O site oficial do bichano explica o seguinte: “A genética pode não ser a única razão da careta permanente de Tardar. Ela não tem a coordenação de um gato comum, então é compreensível que se irrite com isso. Ela gosta de ficar no colo e ganhar carinho de vez em quando, mas ser o bichinho de uma criança de 10 anos pode deixar qualquer um invocado.”

Apesar do início triste, pode ficar tranquilo: a bonitinha é muito amada e já tem uma legião de fãs. Se quiser se divertir com o meme, aqui tem vários exemplos de tiradas com a carinha amarrada da Tardar.

Fontes: The Official Grumpy Cat e Know Your Meme

 

De grão em grão

Já não era sem tempo! O primeiro hospital público para cães e gatos no Brasil vai sair do papel e inicia as atividades em breve em São Paulo. O local vai funcionar como escola com cursos de especialização veterinária e, também, como unidade de referência para os animais de famílias de baixa renda. Papo de Gato acha lindo e quer que isso comece a se disseminar por outras cidades desse Brasilzão de meu Deus. :)

Mais informações aqui, ó.

Brincadeira arriscada

Todo mundo já deveria saber disso, mas só pra reforçar: animais selvagens não são brincadeira.

Parece óbvio, mas nem sempre isso é levado a sério – e por isso ainda vemos tantos turistas posando pimpões em parques ao redor do mundo ao lado de criaturas cujo instinto é incontrolável. São muitos os zoológicos (ou equivalentes) que oferecem a chance de tirar uma foto em meio a animais com cara de dopados – mas que, como a maioria dos visitantes pode atestar, não estão.

Em geral, o resultado é apenas uma imagem curiosa para mostrar aos amigos. O problema é quando o imponderável dá um ‘alô’ – o que aconteceu no fim do último mês de abril. Uma inglesa ganhou do marido um presentão de aniversário: uma viagem à África do Sul. Por lá, passearam bastante e fizeram a foto padrão com dois belos leopardos.

Antes do ataque (Crédito: Arquivo Pessoal)

Aqui ao lado, Violet D’Mello aparece feliz imediatamente antes de ser atacada pelos animais. Calma, ela sobreviveu – mas os registros feitos pelo marido na câmera pessoal do casal mostram, em detalhes, as mordidas e arranhões dos leopardos na turista. O responsável pelo parque disse que os animais foram criados desde filhotes no local por humanos e que estavam apenas brincando. Não duvido: se eles realmente estivessem dispostos a fazer a senhorinha de lanche, não teria sobrado muito dela para contar história. Isso, porém, não justifica o risco a que os visitantes se sujeitam, acreditando que se tratam mesmo de bichinhos domesticados.

Para quem quiser ver o registro do ataque, é só acessar a matéria original publicada pela versão online do jornal Daily Mail. As imagens não chegam a embrulhar o estômago, mas são intensas. Para quem não fala inglês e quer mais informações sobre o que aconteceu, o site da revista Marie Claire publicou uma notinha aqui.